HypeCast #27 – Tudo sobre empreendedorismo e LinkedIn com Daniel Scott e Frima Steinberg

Por Ricardo De Lucia Leite

Neste vigésimo sétimo episódio batemos um papo muito bacana com Daniel Scott e Frima Steinberg sobre empreendedorismo, LinkedIn, Networking e produção de conteúdo.

O HypeCast é um talk show de rádio on-demand da HyTrade Marketing Digital. Ele é projetado para ajudar os profissionais de marketing e empresários ocupados a descobrir as últimas tendências sobre marketing, tecnologia e negócios, além de se manter em dia com a melhor análise sobre as notícias de mercado.

Olá, seja muito bem-vindo à vigésima sétima edição do HypeCast! Este programa está superbacana, pois tivemos o privilégio de entrevistar o Daniel Scott e a Frima Steinberg, onde falamos tudo sobre empreendedorismo, incluindo a situação do mercado brasileiro, as características dos empreendedores de sucesso e o tal do empreendedorismo de palco, depois falamos das suas respectivas acensões como influenciadores no LinkedIn, como fazer networking, as estratégias para construir uma audiência e finalizamos com dicas dos nossos convidados de como escrever e falar bem. O programa está imperdível, portanto, não deixe de escutá-lo.

Daniel Scott é formado em Ciências Econômicas pela PUC-RJ, pós-graduado em Administração e Negócios pela FGV e possui um Major em Empreendedorismo Social pela ESCP Europe. Iniciou sua primeira empresa aos 17 anos, no ramo de compra e venda de eletrônicos usados. Em 2011, participou da criação do programa Light Recicla, que revolucionou a gestão de resíduos sólidos no país, ajudando milhares de pessoas carentes no RJ e reduzindo a quantidade de desvios ilegais de energia. Em 2013, foi contemplado por uma bolsa de estudos da Ernst Young, tendo a oportunidade de realizar missões de consultoria em pequenas empresas e startups na Espanha e Vietnã. Em 2014, foi explorar o potencial do Centro-Oeste brasileiro, se tornando sócio de uma startup de construção civil. O início de 2016 marcou o surgimento da Skala Consulting, após ele e o seu sócio identificarem uma deficiência crônica na gestão de processos em empresas de todos os tamanhos. Daniel também é um escritor prolífico e publica posts diários no LinkedIn, onde já possui mais de 45 mil seguidores, além de Co apresentador do Centrifugue.me.

Frima Steinberg é formada em psicologia pela PUC-Campinas e tem uma empresa de consultoria que trabalha desde 1980 no campo Recursos Humanos. Ela tem um talento natural para lidar com pessoas e uma ótima experiência na prestação de serviços de treinamento profissional de headhunting e desenvolvimento humano. Com mais de 25 anos de experiência e metodologia técnica, trabalha na identificação das melhores pessoas, de acordo com as necessidades e a cultura da empresa cliente. Sua experiência, conhecimento e rede tornaram-se uma excelente ferramenta, endossada por organizações de todos os tamanhos e segmentos de mercado. Frima também escreve regularmente no LinkedIn e é Co apresentadora do Centrifugue.me.

O programa desta semana

Assine no seu podcaster favorito

HypeCast_Android
HypeCast_Stitcher
Em breve no iTunes…

Confira um pequeno resumo do que foi falado

  • 3:00 – Um pouco sobre os convidados e suas experiências profissionais

Começamos o programa com os nossos convidados contando um pouquinho sobre as suas respectivas formações acadêmicas e experiências profissionais, como eles nos conheceram e como foram parar no HypeCast.

  • 6:28 – Como se conheceram e como nasceu o Centrifugue.me

Os nossos convidados contam um pouco como se conheceram e como nasceu a ideia e o programa Centrifugue.me, partindo do pressuposto de que quatro pessoas produzindo temas em comum conseguem agregar mais valor à informação do que uma pessoa só, tendo como objetivo melhorar o nível dos conteúdos online.

  • 8:31 – Os tipos de assuntos são abordados no Centrifugue.me

Nos aprofundamos um pouco mais sobre os tipos de assuntos que são abordados no programa, com destaque para assuntos da atualidade, sobre negócios, empreendedorismo e carreira, que são determinados de acordo com a interação com os seguidores, através dos próprios vídeos publicados no YouTube e compartilhados no LinkedIn. Frima ressalta que todas as perguntas são respondidas, sejam online ou por telefone, e que estas interações dão o tom das conversas e assuntos abordados no programa, sempre focando em conteúdo de qualidade. Segundo o Daniel, os conteúdos que geram mais engajamento, são aqueles conteúdos que não são, digamos polêmicos, mas que geram opiniões divergentes nas pessoas. Por sua vez, opiniões divergentes geram debates, debates geram engajamento e engajamento geram audiência.

  • 10:20 – Como os nossos convidados vêm o mercado empreendedor no Brasil

Para Frima, o mercado empreendedor é a solução para a maioria absoluta dos problemas das pessoas. Para ela, as pessoas precisam abrir mão daquele emprego com carteira assinada, entender e abrir a cabeça para um mindset de crescimento e encontrar alternativas, ao serem empreendedoras e descobrirem caminhos felizes criando soluções novas. Daniel complementa, explicando as diferentes entre os tipos de empreendedorismo: o empreendedorismo por necessidade e o empreendedorismo por vocação, sendo que hoje, o empreendedorismo por necessidade é que está em alta devido à crise econômica que vem se prorrogando nos últimos anos no Brasil. Para ele o empreendedorismo veio para ficar e ainda há muito espaço para crescimento no nosso país. Os empreendedores surgem para atender demandas que a sociedade tem e que hoje ninguém está resolvendo.

  • 15:38 – Quais as principais características dos empreendedores de sucesso

Daniel destaca que para ser um empreendedor de sucesso é preciso abraçar o medo, o que significa não ter medo, mas entender que o medo é algo que vai te ajudar a realizar as coisas. Para ele é necessário entender, que por um lado ele te ajuda de forma instintiva a evitar coisas ruins e por outro lado vai te motivar a fazer coisas que outras pessoas ainda não tentaram porque nunca tiveram coragem de fazer. Ter resiliência é outra característica importante dos empreendedores de sucesso, no sentido de aguentar os trancos e enfrentar as dificuldades, sempre retornando à sua motivação original e se manter persistente na busca pelo seu objetivo, conforme complementado pela Frima. Outra característica importante, é ser proativo. Ir lá e fazer e não esperar que alguém te mande fazer. Frima destaca que o que ela mais observa nos empreendedores de sucesso é aquela vontade, aquele tesão, aquela garra de ir lá e fazer, pois, o medo que o Daniel ressaltou no começo, de fato breca muita gente. Mais ou menos na linha de que o medo do fracasso impede o sucesso.

  • 22:52 – O que os nossos convidados acham sobre o tal do “empreendedorismo de palco”

Daniel nos lembra que o termo “empreendedorismo de palco” foi cunhado pelo Ícaro de Carvalho em artigo publicado no Medium e que ele pegou à partir daí. Para ele, de certa forma isso é bom, pois motiva as pessoas a empreenderem, mas por outro lado é ruim, pois, esconde de certa forma as dificuldades de empreender. Com o uso de técnicas e palavras de cunho motivacional escolhidas a dedo, os empreendedores de palco escodem os fracassos e as dificuldades dos empreendedores reais, como por exemplo, a solidão, entre outras. Daniel dá a dica de que é importante transformar estas palavras motivadoras e ensinamento em ações e aplicações reais, porém ele ressalta que na maioria das vezes isso não é possível. Para Frima, as pessoas precisam ouvir estas boas palavras, absorvê-las e irem atrás de mais conhecimento até o ponto delas conseguirem transformar este conhecimento em ações reais.

  • 30:18 – Quais os segredos para fazer networking no LinkedIn

Neste bloco os nossos convidados nos contam um pouco mais sobre os seus segredos de como fazer networking pelo LinkedIn. Daniel compartilhou conosco que há um ano ele só possuía 200 conexões no LinkedIn e mais 300 amigos no Facebook e mal-usava as redes sociais. Foi quando ele e o seu sócio fundaram a sua empresa de consultoria, que eles se questionaram como iriam conseguir clientes e foi aí que o Daniel enxergou a sua terrível deficiência de networking. Diante deste cenário, ele decidiu recorrer ao LinkedIn para mudar esta realidade e começou a escrever e a produzir conteúdo, pois ele observou que outras pessoas estavam tendo sucesso ao fazerem isso. Contudo, só produzir conteúdo para ele não parecia ser o suficiente e passou então a também ligar para contatos pré-selecionados. Prática que hoje ele realiza semanalmente, sempre com o intuito de ajudar e conseguir ajuda de volta. Para ele é importante tentar entender o que move as pessoas, o que elas fazem, quais os seus projetos, além de entender como funciona a dinâmica do LinkedIn e quais ferramentas podem ser utilizadas. Ter objetivo claros também é importante. Porque você está nesta rede? É para consumir ou produzir conteúdo? Ou é para conseguir mais clientes? Com objetivos claros e o entendimento de quem você precisa procurar, o próximo passo é achar as pessoas certas através da ferramenta de busca do LinkedIn que é muito boa e entrar em contato com elas sem ter medo de ser ignorado.

  • 38:12 – Como o Daniel conseguiu chegar a mais de 45 mil seguidores no LinkedIn e quais experiências positivas ele pode compartilhar conosco

Daniel nos conta que ele começou a escrever no LinkedIn consistentemente à partir de julho de 2016 e que no começo os seus posts recebiam umas cinco curtidas dos contatos mais próximos, até que uma hora, mantendo a consistência nas suas publicações, um dos seus artigos foi promovido pela própria equipe editorial interna do LinkedIn, o que fez com que os seus posts passassem de cinquenta visualizações para mais de três mil visualizações, fazendo com que ele fechasse o ano de 2016 com oito mil seguidores. Devido a este crescimento, a partir deste ano ele decidiu escrever diariamente na rede, descansando aos domingos, sendo que as pessoas foram curtindo cada vez mais os seus posts, isso consequentemente aumentou ainda mais o alcance deles para fora da sua rede devido à dinâmica do LinkedIn, aumentando ainda mais os seus seguidores, até chegar aos quarenta e cinco mil atuais. Para Daniel o segredo é realmente ser consistente e produzir conteúdo relevante, o que gera cada vez mais familiaridade e credibilidade, fazendo com que a sua rede crescesse.

  • 44:29 – É possível fazer negócios no LinkedIn?

Nossos convidados contam um pouco das suas respectivas experiências. Segunda a Frima, sim é possível fazer negócios pelo LinkedIn, o que de fato ela tem feito. A partir do momento que você ganha uma certa visibilidade, começam a surgir convites para cursos, workshops e palestras. Ao começar a escrever e publicar conteúdos de forma consistente, as pessoas passam a te acompanhar por um certo tempo para ver o seu conteúdo e sua consistência e então os convites começam a surgir. O próprio fato deles estarem participando do Hypecast é um exemplo disso, conforme nos lembra o Daniel.

  • 46:08 – Dicas para escrever bem e como criar conteúdo relevante

Voltando um pouco a este assunto, Daniel compartilha conosco que evita escrever sobre coisas polêmicas, sendo que os seus posts atualmente possuem um alcance de 1,3 milhões de visualizações por semana e que ele costuma escrever sobre coisas que agreguem valor para as pessoas, que elas possam aplicar nas suas carreiras ou empresas. Ele demorou alguns meses para entender a dinâmica do que escrever e como escrever até chegar na receita atual de sucesso. Atualmente ele escreve sobre empreendedorismo, negócios e carreira, com foco maior em carreira empreendedora, com dicas de produtividade, desenvolvimento pessoal. O importante é determinar o seu nicho e se especializar cada vez mais nele. Escrever com objetividade, linguagem simples e ser conciso também são ingredientes importantes. Já para a Frima, ela não acredita muito em receita de bolo e os seus conteúdos são focados mais em fazer com que as pessoas reflitam sobre determinados assuntos e encontrem as soluções para os seus próprios problemas.

  • 55:48 – Qual a melhor estratégia para construir uma audiência: no ambiente de terceiros ou no seu próprio ambiente

Segundo os nossos convidados, eles ainda estão testando coisas e vendo qual é a melhor fórmula, entre produzir conteúdo nas redes sociais ou nos seus próprios sites. É tudo uma questão de prioridades, já que o tempo é escasso. Para eles o importante é buscar um equilíbrio no começo, ver o que funciona melhor e focar nisso adiante.

  • 58:53 – Será que é melhor escrever, gravar vídeos ou áudios?

Para Frima, o importante é testar e ver o que ressoa melhor com a sua audiência e acima de tudo produzir conteúdo de qualidade. De qualquer forma, ela acha mais prático gravar vídeos do que escrever, sendo que ela está testando pela primeira vez a parte só falada no nosso podcast. Já o Daniel vê como tendência a migração para os vídeos, sendo que até o LinkedIn já começou a permitir a publicação de vídeos direto na rede. De qualquer forma, tudo depende dos objetivos de cada um.

Semana que vem tem mais! Assine a nossa newsletter para receber os episódios diretamente no seu e-mail e não perder nenhum programa.

Participe com sugestões, críticas e notícias que você gostaria que nós analisássemos. Deixe um comentário abaixo ou nos envie um e-mail para hypecast@hytrade.com.br.

  • Participação especial no Jingle da HyTrade: Maca Reis, vocalista da Banda Grito

Assine no seu podcaster favorito

HypeCast_Android
HypeCast_Stitcher
Em breve no iTunes…

Sobre o autor: Ricardo De Lucia Leite é Estrategista Chefe e Presidente da HyTrade Marketing Digital.