Mary Meeker Internet Trends Report 2018: Confira os destaques

Por Philipi Lopes

Relatório anual mostra a evolução da internet e suas oportunidades

A evolução digital está presente no cotidiano de todos, e interfere muito no modo como vivemos. Mary Meeker, sócia da Kleiner Perkins Caufield & Byers, divulgou a edição de 2018 do seu famoso relatório sobre as tendências da internet, e alguns aspectos chamam bastante atenção para quem trabalha no ramo ou para quem tem interesse em se aprofundar sobre o assunto. Veja os destaques:

Usuários da Internet

Logo no início de sua apresentação, Mary destacou que a quantidade de usuários da internet ultrapassou a metade da população mundial, com 3,6 bilhões de pessoas conectadas. Com isso, quis mostrar que a internet chegou a um alto padrão, e que agora o crescimento será cada vez mais difícil. Além disso, as pessoas estão passando cada vez mais tempo online, e o maior responsável por esse crescimento é o smartphone.

 

internet

Dispositivos Móveis e Vídeos

A adoção de dispositivos móveis continua aumentando para o uso de vídeo e não há previsão de que esse crescimento terminará em breve. À medida que o consumo de celulares aumenta, mais usuários assistem a conteúdo de vídeo por meio de seus telefones. Isso faz com que mais empresas avaliem suas estratégias de marketing existentes e como seus hábitos de publicação podem se ajustar a essa tendência.

internet

Pesquisa por produtos

A pesquisa tornou-se uma parte importante do processo de descoberta de um novo produto. A Amazon parece ser a primeira opção quando se trata de descoberta de produtos, mas os mecanismos de busca parecem vir em segundo lugar com uma porcentagem de 36%. Isso serve como um ótimo lembrete do poder do SEO para as empresas de comércio eletrônico e como a pesquisa pode levar à consideração e às vendas.

A Amazon pode ser a principal escolha para a descoberta de produtos, mas não podemos ignorar como o SEO pode desempenhar um papel fundamental ao afetar as decisões dos consumidores em suas próximas compras.

internet

Uma viagem interessante é apresentada no slide abaixo, mostrando como o processo de descoberta de produtos ocorre por meio da pesquisa. Uma pesquisa orgânica pode ajudar o usuário a migrar para uma pesquisa paga para encontrar o produto certo. Isso pode ser movido para o Google Shopping e para os anúncios da lista de produtos, e a jornada é concluída com uma ação de compra.

Esta é uma ótima representação visual que nos lembra o papel que a SEO e o PPC podem ter em uma estratégia digital que busca aumentar as vendas.

internet

E-commerce

Essa pode ser uma explicação para as vendas de e-commerce terem se alavancado no último ano (cerca de 16% em comparação com o ano anterior), pois de acordo com o relatório, a maior parte das compras via internet foram efetuadas pelo celular. Este fenômeno pode ter acontecido em razão do fato das pessoas estarem buscando produtos para compra em plataformas digitais, como Facebook e Instagram.

internet

Publicidade na Internet

Impulsionados por anúncios para celular, os gastos com publicidade na Internet estão crescendo em 22% em 2017. Os dólares dos anúncios em digital (desktop + celular) praticamente dobraram de 2014 para 2017 (US $ 43 bilhões a US $ 88 bilhões).

internet

A atenção (ou seja, o tempo gasto na mídia) está se deslocando para o celular mais rapidamente do que o gasto com publicidade, com 29% do tempo gasto em celular versus 26% do investimento em publicidade, criando uma enorme diferença de US $ 7 bilhões.

internet

Métricas

Os anunciantes dizem que estão valorizando o “valor da vida útil do cliente” (LTV) mais como uma métrica de gastos com anúncios, dado o aumento considerável dos custos de aquisição do cliente. Para editores premium, isso é uma boa notícia, não menos importante, a qualidade de seus públicos leais e de longo prazo.

internet

Privacidade

Outro ponto que se destacou na apresentação foi a questão da privacidade.  Empresas de tecnologia estão em meio a um paradoxo: usar dados para melhorar a experiência do consumidor e violar a privacidade dele? Pesquisas mostraram que 38% do público chinês está disposto a abrir mão de sua privacidade em troca de benefícios como descontos e melhorias nos produtos, enquanto nos Estados Unidos apenas 25% mostra isso.

internet

Inteligência Artificial e Imigração

A inteligência artificial ganhou espaço no mercado, e empresas como Google e Amazon, consideradas líderes da internet, começam a investir mais nesta área da tecnologia e a fornecer plataformas que a comportam. Por fim, Mary apontou que a imigração ainda é um fator importante para a evolução da tecnologia nos Estados Unidos, isso porque a maioria das companhias de tecnologia no país são fundadas por imigrantes de primeira ou segunda geração. Hoje, o país possui onze das vinte maiores empresas de tecnologia do mundo, enquanto a China possui nove.

O que esperar para o futuro?

A única coisa que pode-se ter certeza é de que a internet continuará a evoluir e, consequentemente, mudar a forma como analisamos o mercado, a sociedade e também a gestão das empresas. As tendências indicam:

  • Estabilidade no número de usuário da internet
  • Um crescente uso dos dispositivos móveis
  • O domínio do conteúdo de vídeo
  • A ascensão dos serviços de pesquisa por voz
  • O uso de pesquisa para descoberta de produtos e serviços
  • O crescimento explosivo de consultas de pesquisa personalizadas
  • Crescimento contínuo e estável das vendas no e-commerce
  • O crescimento da publicidade digital
  • A oportunidade de publicidade digital em dispositivos móveis
  • Um maior foco na métrica do “valor da vida útil do cliente” (LTV)
  • O crescente paradoxo da privacidade e o uso dados para melhorar a experiência do consumidor
  • A aceleração dos investimentos em inteligência artificial

O importante é ficar atento a estas tendências e saber como fazer essa evolução se tornar favorável para o seu negócio e torná-la parte da sua estratégia.

Veja o relatório completo:

Materiais gratuitos para você baixar!

Sobre o autor: Cursando jornalismo na FMU, Philipi Lopes é estagiário de comunicação na HyTrade Marketing Digital.

Com informações: KPCBSearch Engine Watch e WNIP

Imagem por Rami Al-zayat no Unsplash