Como encontrar a vantagem competitiva da qual seu programa de marketing de conteúdo precisa

Como encontrar a vantagem competitiva da qual seu programa de marketing de conteúdo precisa

Por Joe Lazauskas Há alguns anos, uma pálida mulher com loucas sobrancelhas e um keytar amarrado às costas gravou um vídeo caseiro. Parada numa esquina de Melbourne, Austrália, ao entardecer, ela usava um quimono e segurava cartazes escritos com marcadores. Um após o outro, os cartazes explicaram que essa mulher gastou os últimos quatro anos escrevendo (compondo) músicas. Ela era uma compositora e tinha feito uma parceria com sua gravadora, que queria cobrar uma quantia ultrajante de dinheiro para produzir o álbum dela. Ela e seus companheiros de banda estavam satisfeitos por não mais serem parceiros desse rótulo de gravadora, […]

Continuar lendo »
Você precisa conhecer estas 6 coisas sobre o que querem os compradores B2B

Você precisa conhecer estas 6 coisas sobre o que querem os compradores B2B

Por Pam Neely Quanto mais soubemos, mais fácil poderemos vender – especialmente quando se tratar de saber o que querem os compradores B2B. Agora mesmo, esta parece ser a premissa subjacente do marketing. Esta não é uma má premissa. Ela aproveita um dos grandes princípios do marketing de todos os tempos: relevância. A relevância é o que transformou o Google AdWords, de um experimento, num projeto de um trilhão de dólares. É por isso que redirecionar as palavras e a personalização convertem. É por isso que o marketing baseado em contas é tão bom. Portanto, não é de admirar que […]

Continuar lendo »
3 coisas sobre o aprendizado das máquinas que todo profissional de marketing precisa saber

3 coisas sobre o aprendizado das máquinas que todo profissional de marketing precisa saber

Por Pam Neely TL;DR: aprendizado das máquinas básico: 3 coisas que os profissionais de marketing precisam saber Você tem dados? Eu aposto que sim. De fato, montanhas de dados, terabytes de dados, livrarias de dados, com mais streaming a cada hora de todos os dias. Nós, profissionais de marketing, amamos os dados, mas, vamos encarar isto… provavelmente, nós apenas usamos uma fração dos dados que coletamos. Isto não é porque não desejamos usar mais dados, nós queremos usa-los. Por exemplo, seria fantástico seguir cada e todo cliente, para ver tudo o que eles leem, durante quanto tempo eles leem, e […]

Continuar lendo »
A Matriz-Funil de História: crie melhores conteúdos com este simples diagrama

A Matriz-Funil de História: crie melhores conteúdos com este simples diagrama

Por Joe Lazauskas Diga a alguém para escrever um poema, e as probabilidades são de que essa pessoa irá ficar congelada. Entretanto, peça a alguém para escrever um haiku, e apostamos que essa pessoa produzirá um em menos de 10 minutos. O motivo: restrições liberam nossa criatividade. Mas como pode você traduzir isto para o mundo complexo do marketing de conteúdo? O diagrama a seguir o ajudará a fazer exatamente isso. A matriz-funil de história A matriz-funil tem duas dimensões. A primeira delas mapeia frouxamente os estágios de um típico funil de marketing: consciência, consideração e aquisição. Quais histórias você […]

Continuar lendo »
Porque o melhor marketing é o marketing adaptável

Porque o melhor marketing é o marketing adaptável

Por Pam Neely Nota do editor: Através do aprendizado das máquinas, uma estratégia de marketing B2B adaptável, que use a automação de marketing, pode ajuda-lo a prever e produzir a melhor mensagem para seus prospectos, no momento perfeito, através do canal ideal. Qual é a sua definição de spam? Se você for um profissional de marketing, sua definição poderá ser “mensagens de marketing, especificamente e-mails, enviados sem permissão”. Provavelmente, se você for um consumidor, sua definição será mais ampla. Para os atuais consumidores, spam é qualquer mensagem que eles não querem. São quaisquer mensagens irrelevantes, inúteis, ou inoportunas. Uma pesquisa […]

Continuar lendo »
Como fazer uma análise competitiva da sua marca

Como fazer uma análise competitiva da sua marca

Por Melissa Tatham Vamos ver como fazer uma análise competitiva – e como você poderá aproveitar essa informação. Porque você precisa de uma análise competitiva? Construir um plano de marketing que tenha sucesso requer conhecer intimamente seus clientes e seus pontos dolorosos. Este é o primeiro passo. O segundo é saber como seus concorrentes estão abordando essas necessidades (se estiverem) e onde podem existir oportunidades para sua empresa. Ética do marketing básica: não seja obscuro! Antes de seguir adiante, eu quero inicialmente declarar algo. Este post tem a intenção de ensina-lo como e porque fazer uma análise competitiva. Ele não […]

Continuar lendo »
Como a automação de marketing torna as empresas mais inteligentes

Como a automação de marketing torna as empresas mais inteligentes

Por Bill Pierznik Nota do editor: Este artigo sobre plataformas avançadas de automação de marketing apareceu originalmente em The Business Debate. Estereótipo: uma imagem mental padronizada comum a membros de um grupo, que representa uma opinião simplista, uma atitude afetiva, ou um julgamento não crítico. − Dicionário Webster. A sociedade franze a testa para os estereótipos, e por um bom motivo: eles podem não refletir a realidade e tendem a violar nosso entendimento comum que todos os indivíduos são únicos. Todavia, durante anos, organizações de marketing têm exibido um tipo semelhante de simplismo, através da prática de dividir mercados em […]

Continuar lendo »
Estratégia de marketing B2B no LinkedIn: 5 poderosas razões do por quê

Estratégia de marketing B2B no LinkedIn: 5 poderosas razões do por quê

Por Josh Cherian Se você for um profissional de marketing B2B, não há dúvida que seus clientes estão fazendo mais pesquisas que jamais fizeram, antes de comprar. Mas, o que mudou na década passada é onde eles estão encontrando essa informação. Veja cinco razões para acrescentar uma estratégia de marketing B2B no LinkedIn ao seu marketing mix. O tomador de decisão lê, em média, pelo menos 10 peças de conteúdo antes de finalizar sua decisão de compra. E os clientes estão exigindo não apenas conteúdos confiáveis, como também estão, consistentemente, indo a um lugar chave para encontra-los – o LinkedIn. […]

Continuar lendo »
Estudando o mundo oculto do engajamento social obscuro

Estudando o mundo oculto do engajamento social obscuro

Por Paul Lentz Há um mundo oculto do compartilhamento social que frequentemente é negligenciado. Para cada tuite, pin e link no Facebook há certos compartilhamentos que as pessoas têm lutado durante anos para mensurar. À medida que marcas e editores promovem melhor engajamento e ROI tangível, desbloquear esses dados nunca foi tão importante. Há duas maneiras principais para leitores compartilharem conteúdos online: usar o botão de compartilhamento, ou copiar e colar o link. O primeiro é fácil de rastrear e o segundo não é. Em 2012, o editor adjunto da Atlantic, Alexis Madrigal, lançou o termo “social obscuro” para descrever […]

Continuar lendo »
Alinhe seu marketing de conteúdo com a jornada dos compradores

Alinhe seu marketing de conteúdo com a jornada dos compradores

Por Nicki Howell É claro que, gerar interesse por seus produtos, é mails fácil dizer que fazer. A maioria das empresas B2B, 61 por cento delas, relata que realinhar o marketing de conteúdo com a jornada dos compradores é um dos maiores desafios para nutrir leads. Além disso, 68 por cento das organizações B2B não definiram os estágios da jornada de seus compradores. O resultado disso? Valiosos clientes estão escorregando através dos seus dedos e indo diretamente parar nas garras dos seus concorrentes. Neste exato momento, muitos prospectos têm uma dor ardente – uma que combina perfeitamente com seus produtos […]

Continuar lendo »
A estratégia de storytelling que a BuzzFeed e Star Wars têm em comum

A estratégia de storytelling que a BuzzFeed e Star Wars têm em comum

Por Joe Lazauskas and Shane Snow Nós jamais teríamos tido Star Wars (Guerra nas Estrelas) se a polícia de Modesto, na Califórnia, na fosse tão eficiente em seu trabalho, ou se George Lucas não fosse um motorista tão imprudente. Antes de se tornar um cineasta e o amado criador de Star Wars, Lucas queria ser um piloto de combate da Força Aérea dos Estados Unidos. Mas, eles impediram que isso acontecesse porque ele tinha muitas multas de trânsito, por excesso de velocidade. Seu plano B foi a escola de cinema. Então, após uma década de trabalho e de inúmeras dores […]

Continuar lendo »