5 previsões da Conferência de Marketing mais intensa do mundo

Por Joe Lazauskas

Na noite passada, uma amiga íntima, que trabalha em marketing de conteúdo, contatou-me via Twitter. Ela estava muito preocupada.

“Eu preciso admitir que o tenho seguido no Twitter porque eu estou intrigada por esta conferência o ter transformado numa interpolação em um concerto de Harry Styles”, ela escreveu. “De repente, você está ANIMADÍSSIMO com coisas como a cachoeira da demanda. Ou intervenção? De qualquer modo, definitivamente, eu vou explora-lo sobre suas anotações”.

Isto é verdade. Nos últimos dias, no Summit da SiriusDecisions, eu tuitei sobre marketing e estratégia de conteúdo como um direcionador demente. Todos os anos, eu vou a uma dúzia de conferências de marketing e a da SiriusDecisions é de longe a mais intensa – uma constante barragem de estruturas intrigantes que fizeram girar a minha cabeça.

Quase todos os participantes são líderes de marketing, e, consequentemente, você tem uma visão original do futuro deste ramo de atividades. Você sabe o que isto quer dizer: está na hora de elaborar uma peça sobre previsões! Depois de passar três dias preso num salão de uma conferência, no meio de Las Vegas, veja cinco previsões que eu tenho para o futuro do marketing.

1. Painéis colaborativos de mensuração serão obrigatórios

Na terça-feira, eu estava verificando um estudo de caso sobre atribuição digital. Dan Roden, Diretor Sênior de Advocacia de Produtos da Domo pediu-nos para levantar as mãos se nós fôssemos a demasiadas reuniões. Eu levantei as duas mãos.

Roden apontou para mim. “Kevin, você sabe por que você vai a tantas reuniões”?, ele gritou, antes de esclarecer que ele estava me chamando de Kevin porque o meu nome parecia ser Kevin. “Você vai a demasiadas reuniões porque todos vocês não têm os mesmos dados. Nancy e Jim têm dados diferentes, e vocês se reúnem para discutir esses dados”.

Roden apresentou-me uma alternativa: e se todos nós estivéssemos alinhados em relação às nossas métricas, se tivéssemos painéis em tempo real e se pudéssemos apenas enviar mensagens uns aos outros, em vez de desperdiçar tempo valioso construindo PowerPoints para defender o trabalho que já fizemos?

Este é um argumento convincente, e os painéis que podem, rápida e elegantemente, agregar métricas de diferentes fontes, têm se tornado cruciais na era estonteante dos grandes dados. A Domo vai adotar tudo sobre capacitar a colaboração através desses painéis, via comentários e características de conversa (chat). Para as pessoas que estão cansadas de ir a reuniões, este tipo de software é certamente tentador.

2. A reação aos grandes dados está chegando

Agora mesmo, nós temos demasiados dados fluindo para nós, e, estamos olhando para demasiadas métricas sem ter uma ideia clara de quais delas são importantes. Você já pode sentir uma reação à produção de grandes dados.

Nesta manhã, eu estava falando com uma das pesquisadoras sênior da SiriusDecisons. Eu compareci a uma sessão dela sobre painéis de mensuração de resultados, e ela deu claramente aos participantes cerca de 10 métricas que devem ser medidas, sem fazer perguntas. Ela não queria falar sobre medidas em grandes braçadas e, simplesmente, deu às pessoas ferramentas para descobrir isto por conta própria. Ela percebeu que nós estávamos numa era na qual as pessoas precisam ser informadas exatamente o que devem medir; caso contrário, nós nos afogaremos em meio a centenas de possíveis KPIs (verifique este post para saber mais sobre o que a Sirius está pensando sobre a mensuração de resultados).

Eu aposto que este será o próximo grande movimento do marketing – os profissionais de marketing precisam escolher entre cinco e dez métricas e voltar ao trabalho.

3. O vencedor da guerra da inteligência preditiva será um super unicórnio

O que é um super unicórnio? Eu não tenho muita certeza. Mas, veja o que aparece quando eu busquei “super unicórnio” no Giphy:

marketing

Bem, eu não tenho certeza se qualquer um de nós pode deixar de ver isto.

O ponto é: uma das tecnologias mais procuradas é a inteligência preditiva, que pode apontar compradores que estão começando a buscar uma solução como a sua. Mas, a julgar pelas revisões da G2 Crowd, ninguém ainda realmente quebrou este código. Mas, e se alguém o quebrar? Não há nada que os profissionais de marketing queiram mais, e essa empresa ganhará bilhões de dólares.

4. O marketing baseado em contas não será universalmente adotado até os anos 2020

O marketing baseado em contas (MBC) é o novo caleidoscópio. Pelo menos 10 por cento das sessões na SiriusDecisions envolveram o marketing baseado em contas, de alguma maneira (para conteúdo, para vendas, para operações, para vovós!). As sessões estavam lotadas. As pessoas queriam descobrir como fazê-lo direito, e eu era uma dessas pessoas.

Em diversas sessões do MBC, as votações da audiência e as perguntas rapidamente revelaram que a maioria dessas pessoas não estava usando o MBC eficazmente. Ainda existe muita confusão sobre o que realmente significa o MBC. Muitas pessoas pensam que ele significa criar conteúdo e mensagens para uma empresa específica. Mas, a SiriusDecisions o definiu como criar conteúdo que agrade a personagens de compradores das contas alvo. Pense em criar conteúdo que tenha apelo para os líderes das empresas de serviços financeiros da Fortune 100, não apenas do Bank of America.

O marketing baseado em contas está, agora mesmo, recebendo muito destaque, mas, somente daqui a alguns anos as empresas o implantarão com sucesso.

5. Os profissionais de marketing esgotarão as metáforas

Até agora, nesta viagem, eu vi apresentações construídas em volta de metáforas de cachoeiras, turbinas, sequências de Fibonacci, conchas marinhas, arquitetura de arranha-céus e muitas mais. Embora isto seja cheio de majestade e industrial, vamos mais devagar. Nós vamos esgota-las. Vamos deixar algumas para o ano que vem.

Materiais gratuitos para você baixar!

Sobre o autor: Joe Lazauskas é Editor Chefe da Contently e um jornalista técnico e de marketing. Conecte com Joe em: @joelazauskas

Fonte: The Content Strategist

Tradução: Fernando B. T. Leite

Imagem por Annabelle Breakey / Getty

Content Strategist Logo® Copyright: Todos os artigos da Contently são traduzidos e republicados com autorização.